estudo reforma protestante

estudo reforma protestante

sola scriptura

Conforme os reformadores expressaram suas convicções em cinco fórmulas significativas, começando com Sola ou solus (sozinho). O primeiro deles, Sola Scriptura (somente as Escrituras), comandava os outros.

Sendo assim na época de Martinho Lutero, essa expressão reafirmava que a Bíblia era a única e última autoridade a que os cristãos se submetiam, excluindo os decretos provenientes das tradições da Igreja medieval, dos conselhos eclesiásticos e do Papa.

Pois os reformadores queriam que a Sagrada Escritura permanecesse sozinha como verdadeira autoridade para os crentes.

Antes de mais nada hoje, em suas confissões de fé, os evangélicos sempre aderem à “autoridade da Bíblia”; mas o principal problema que enfrentamos não está mais nesse nível.

Pois a questão que devemos nos perguntar no momento é se apenas a Bíblia é suficiente para guiar e dirigir a vida e a obra da Igreja.

Ainda acreditamos, diante das complicações da sociedade atual, que somente as Escrituras são capazes de atrair incrédulos a Cristo, para ajudar-nos a crescer em piedade, a conduzir nossas vidas, a transformar e revitalizar a sociedade?

Em outras palavras, a batalha no século XVI foi dirigida contra aqueles que queriam adicionar tradições eclesiásticas

às Escrituras, enquanto isso hoje deve ser realizada contra aqueles que recomendam o uso de recursos humanos,

isto é, em detrimento da Bíblia, para realizar a obra de Deus. Portanto sejamos claros: não rejeitamos a contribuição ou utilidade das descobertas, frutos da pesquisa nos vários campos científicos.

Porque toda a verdade tem sua fonte em Deus, tanto que as ciências humanas nos permitem entender melhor o que os teólogos chamam de “Revelação Geral“, a do Deus Criador (Rm 1,19,20).
Mas devemos tocar o tom quando, por um deslize imperceptível, nossos estudos, sermões além disso  outras reuniões tendem a substituir.

 

 

Jesus transforma água em vinho<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star "></i> <span>4.2 (65)</span></span>
Jesus transforma água em vinho

Jesus transforma água em vinho 4.2 (65)

Por que Jesus transformou água em vinho? Jesus transformou água em vinho para revelar sua glória. Quando Jesus transformou água em vinho, ele mostrou que era o Messias, o Salvador prometido. Esse foi o primeiro milagre de Jesus. Durante uma festa de casamento em Caná em que Jesus estava presente, o vinho todo acabou. Então Jesus […]

1 Comentário