Liberdade Cristã Trump protegerá

Liberdade cristã

Trump anuncia US $ 25 milhões para proteger a liberdade religiosa: 'América permanece com os crentes'

Liberdade Cristã trump promete proteger

Eventualmente na segunda-feira, o presidente Trump anunciou um financiamento de US $ 25 milhões para proteger a liberdade religiosa e locais religiosos em todo o mundo, e pediu aos governos do mundo que se unissem para acabar com a perseguição religiosa. 

Sendo asssim Trump também anunciou uma iniciativa composta por uma “coalizão de empresas americanas para a proteção da liberdade religiosa”.

Portanto, Trump estava falando em uma reunião sobre perseguição religiosa que ele convocou nas Nações Unidas, com o secretário-geral da ONU, António Guterres e outras autoridades internacionais. O vice-presidente Mike Pence disse que Trump foi o primeiro presidente americano a realizar uma reunião na ONU sobre perseguição religiosa. 

Sendo assim os US $ 25 milhões, disse Trump, destinam-se a proteger a liberdade religiosa, locais religiosos e relíquias. 

Logo que  “Estamos … pedindo a todas as nações que aumentem a acusação e punição de crimes contra comunidades religiosas”, disse Trump. “Não pode haver crime maior do que isso.”

Dessa forma a iniciativa que envolve negócios, disse ele, “incentivará o setor privado a proteger pessoas de todas as religiões no local de trabalho”.

vida nova
Curso de maquiagem mais vendido da internet
vida nova
!!!! super ofetra imperdível !!!!

Liberdade Cristã

“Muitas vezes, as pessoas em posições de poder pregam a diversidade, enquanto silenciam, evitam ou censuram os fiéis”, disse Trump. “A verdadeira tolerância significa respeitar o direito de todas as pessoas de expressar suas crenças religiosas profundamente arraigadas.”

Trump listou vários exemplos de perseguição religiosa: os bombardeios da Páscoa nas igrejas no Sri Lanka, o assassinato de um padre católico de 85 anos na França, ataques anti-semitas em sinagogas na Pensilvânia e na Califórnia e o assassinato de muçulmanos na Nova Zelândia .

“Esses ataques malignos são um ferimento para toda a humanidade”, disse ele.

Dessa maneira estima-se que 11 cristãos são mortos todos os dias por “seguir os ensinamentos de Cristo”, disse Trump.

Logo “Os Estados Unidos estão com os crentes em todos os países, que pedem apenas a liberdade de viver de acordo com a fé que está dentro de seus próprios corações”, disse ele. “… Como presidente, proteger a liberdade religiosa é uma das minhas maiores prioridades e sempre foi.”

Acima de tudo Trump contrastou a liberdade religiosa nos EUA com a falta de liberdade em todo o mundo.

“Os Estados Unidos são baseados no princípio de que nossos direitos não provêm do governo; eles vêm de Deus ”, ele disse. “Esta verdade imortal é proclamada em nossa Declaração de Independência e consagrada na Primeira Emenda à Declaração de Direitos de nossa Constituição. Nossos Fundadores entenderam que nenhum direito é mais fundamental para uma sociedade pacífica, próspera e virtuosa do que o direito de seguir as convicções religiosas. 

Consequentemente, “Lamentavelmente”, disse Trump, “a liberdade religiosa desfrutada pelos cidadãos americanos é rara no mundo. Aproximadamente 80% da população mundial vive em países onde a liberdade religiosa é ameaçada, restrita ou mesmo proibida.

Sendo assim “… Hoje, com uma voz clara, os Estados Unidos da América exortam as nações do mundo a encerrar a perseguição religiosa, a interromper os crimes contra pessoas de fé, libertar prisioneiros de consciência, revogar leis que restringem a liberdade de religião e crença [ e] proteger os vulneráveis, os indefesos e os oprimidos. ”

Liberdade cristã

teólogos corrêa

Teólogos Corrêa fundadores da "Teologia Com Qualidade" traz os melhores cursos de Teologia do modo livre além de deixar você atualizados com o "Blog Da Verdade" e mais de 100 livros em pdf para você fazer o seu download.

Deixe uma resposta

Este post tem 4 comentários

  1. Avatar
    rafael

    pra cima dele trump

  2. Avatar
    paulo

    esse trump é arretado

  3. Avatar
    denise

    esse trump é arretado