Setembro o mês amarelo
Rio de Janeiro - Ato na orla de Copacabana marca o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. O evento faz parte da campanha Setembro Amarelo, que pretende informar para prevenir e estimular as pessoas a buscarem ajuda psiquiátrica ( Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Setembro o mês amarelo

0
(0)

Dia D do Setembro Amarelo: valorização da vida, conscientização e ações

Saiba tudo sobre a conscientização da valorização à vida e prevenção ao suicídio

A saber, nove em cada dez mortes por suicídio poderiam ser evitadas. Todavia os dados, da Organização Mundial da Saúde (OMS), reforçam a importância da valorização da vida e além disso, da conscientização sobre ela. Por isso, dia 10 de setembro é considerado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio: o Dia D do mês que celebra e reforça a importância do tema: o setembro amarelo.

Nesse sentido professores, educadores, psicólogos e os próprios estudantes podem, ou seja, devem agir em combate ao suicídio e no apoio a colegas e outras pessoas que possam ter pensamentos assim. Portanto, sabendo desse compromisso, a Secretaria da Educação elaborou um material de apoio para professores, diretores, coordenadores e dirigentes, visto que, com o objetivo de fornecer as orientações necessárias para que a realização das atividades do Dia D e assim sendo, promover discussões e reflexões dentro e fora da sala de aula.

Acesse o Manual do Dia D

Dessa maneira, no material estão algumas sugestões de ações educativas, atividades pedagógicas, gincanas e jogos lúdicos para promover debates e conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Por isso, vale lembrar que o professor pode sugerir outras ações. “O professor tem total autonomia. Queremos que ele leia esse material e sugira suas próprias atividades, bem como ofereça percursos formativos com roteiros a serem desenvolvidos nas ATPCs ao longo do mês”, pontua Cristina Mabelini, coordenadora da EFAPE.

Conversa, prevenção e saúde mental

A princípio o suicídio é a segunda maior causa de mortes de jovens entre 15 a 24 anos, segundo pesquisa do CVV (Centro de Valorização à Vida). Ademais só perde para acidentes.

Eventualmente os motivos são os mais diversos, e muitos casos acontecem impulsivamente em momentos de crise, em outras palavras, quando as pessoas têm surtos diante de estresses, problemas financeiros, separações, dores ou doenças. De acordo com a OMS, o grupo de risco é o de populações rurais e entre grupos que sofrem discriminação.

Primeiro Passo

vida nova
Curso de maquiagem mais vendido da internet

Acima de tudo, para prevenir o suicídio é conversar.  Não há certo ou errado ao conversar sobre pensamentos suicidas, o importante é começar a conversa, diz à BBC Emma Carrington, porta-voz da entidade de combate à doenças mentais Rethink UK. “Em primeiro lugar é preciso reconhecer que é uma conversa difícil. Não é uma conversa que temos todos os dias. Então, você vai ficar nervoso e isso é normal. Contudo o importante é ouvir e não julgar.”

Desse modo, conversar sobre suicídio é quebrar um tabu. Decerto para a organização australiana Beyond Blue, da ex-primeira-ministra Julia Gillard, ter a liberdade de conversar sobre o assunto pode ajudar a restaurar a esperança das pessoas que estão tendo pensamentos suicidas. “Você não precisa ser um profissional de saúde para apoiar alguém que está em risco. Inegavelmente só precisa ser alguém que está preparado para ter a conversa”, diz Gillard, da Beyond Blue.

Setembro o mês amarelo

Logo depois da conversa, o ideal é encaminhar e encorajar a pessoa a procurar ajuda profissional, ao passo que, com medicamentos e acompanhamento. Todavia a maioria dos casos vem de quedas ou desequilíbrio na saúde mental do indivíduo, tão importante quanto a saúde física. Por conseguinte, cuidar, prevenir e agir para o equilíbrio da saúde mental, evitando emoções negativas como ansiedade ou descontrole e doenças como depressão, visto que, é fundamental para valorizar a vida.

Sobretudo todo mês é Setembro Amarelo. Aliás todo dia é Dia D. E hoje é um dia de reflexão. A data surgiu há 25 anos. De maneira idêntica a cor da campanha foi adotada por conta da trágica história de Mike Emme, um jovem americano, de 17 anos que, em 1994, tirou a própria vida dirigindo seu carro amarelo. Seus amigos e familiares distribuíram no funeral cartões com fitas amarelas e mensagens de apoio para pessoas que estivessem passando pelo mesmo desespero.

A fita amarela virou símbolo do dever de conscientização, de todo mundo, sobre o tema.

vídeo oficial da campanha contra suicídio 2019

este post foi útil para você

Por favor clique nas estrelas para avaliar o post

Média de classificação 0 / 5. contagem de votos 0

Até agora nenhum voto! seja o primeiro a avaliar o post

Obrigado pela avaliação

siga-nos nas mídia sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você

vamos melhorar este post!

diga-nos como podemos melhorar este post

teólogos corrêa

Teólogos Corrêa fundadores da "Teologia Com Qualidade" traz os melhores cursos de Teologia do modo livre além de deixar você atualizados com o "Blog Da Verdade" e mais de 100 livros em pdf para você fazer o seu download.

Este post tem 3 comentários

  1. Avatar
    JOHNATHAN JOSEPH

    Ajude uma pessoa com depressão ,eu venci 🙏

Deixe uma resposta